sexta-feira, 26 de setembro de 2014

CakePHP Cheat Sheet: Snippets para o CakePHP

Tentando resolver uma dúvida simples, já que sou iniciante em cakePHP. Me deparei com um trabalho simples e fantástico que é o cakephpcheatsheet.com.

Snippets for CakePHP
CakePHP Cheat Sheet

E usá-lo é muito fácil, trata-se de um site com um menu, onde é possível encontrar vários trechos de códigos úteis para usar com o CakePHP.

Para conhecer, acesse: cakephpcheatsheet.com

Aprecie sem moderação!

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

CakePHP: SplFileInfo permission Denied

Erro de permissão no CakePHP
SplFileInfo permission Denied

Esse não é um problema grave, nem mesmo pode ser considerado um erro. Trata-se de uma falta de configuração muito simples de resolver. Mas por ser muito recorrente (principalmente se estiver tentando usar o Bake), resolvi fazer essa postagem.

Esse problema ocorre porque, mesmo dar permissões de leitura/escrita/execução na pasta tmp, ainda sim essa permissão pode não ser efetiva em se tratando dos arquivos da pasta persistent. Então, para resolver isso, execute:


$cd ./app/tmp/cache/persistent/ 
$sudo chmod 777 *
 



sexta-feira, 19 de setembro de 2014

CakePHP não renderiza os arquivos CSS/Javascript no servidor

Se o seu projeto renderiza os arquivos CSS perfeitamente localmente, mas após subir no servidor o aspecto fica muito longe do desejado, como na imagem abaixo:

CakePHP não renderiza os arquivos CSS
Falha no CSS
A solução pode ser bastante simples, é possível que seu sistema operacional tenha ocultado os arquivos ocultos(redundante mas faz sentido) e por isso você tenha esquecido de adicionar arquivos .htacess necessários para a renderização. Ao realizar o upload, não esqueça de habilitar a visualização de seus arquivos ocultos no seu aplicativo de FTP.

No caso específico do CakePHP, a estrutura dos arquivos bem como seu conteúdo são os seguintes:

.htaccess se o CSS não renderiza
Estrutura de arquivos .htaccess no CakePHP

Após realizado os devidos uploads, o css renderizou perfeitamente.

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Dota 2 com tela vermelha no Linux Mint 17

Tela vermelha Linux mint 17
Tela vermelho no Dota 2
O Linux Mint é um sistema muito bom, melhor ainda com Dota 2 instalado nele. Mas infelizmente, faltou uma biblioteca para que ele funcione perfeitamente na versão 17. Problema fácil de resolver ao executar o seguinte comando no terminal:

$apt-get install libtxc-dxtn-s2tc0:i386

jhghjggouuuo

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Instalação do Ruby on Rails 4 com RVM no Ubuntu 14.04 / Linux Mint 17

Instalação Rails 4


A instalação do ambiente Ruby on Rails com RVM está ainda mais fácil com as novas versões do Ubuntu e derivados. São necessários apenas dois comandos via terminal:

$\curl -sSL https://get.rvm.io | bash -s stable --rails

É possível que seja pedida a instalação do curl, que pode ser feita com o simples comando:

$sudo apt-get install curl

A instalação pode ser longa e tomar alguns minutos, mas é automática e dispensa maiores configurações, exceto por algumas permissões que serão pedidas. 
Terminada a instalação, você pode executar os script pela rvm com o seguinte comando:

$source ~/.rvm/scripts/rvm

Pronto, agora você tem o ambiente Rails 4 instalado e configurado. Agora você pode digitar: 

$ruby -v

depois
$rails -v

para ver as versões dos softwares. Porém, se você fechar o terminal e abri-lo novamente e digitar esses mesmos comandos de versão, eles não irão aparecer. Para resolver isso, entre no terminal novamente e acesse o root com o seguinte comando: 

$sudo su

Após, acesse o arquivo .bash dessa forma:
 
$vi .bash
!Importante: Em algumas distros, o arquivo a ser editado é .bashrc ou .bash_profile

O arquivo vai surgir, então você digita a letra "I" para entrar no modo inserção do editor VIM e desce até o final do arquivo, onde deverá adicionar a seguinte linha:

[[ -s $HOME/.rvm/scripts/rvm ]] && source $HOME/.rvm/scripts/rvm

após, digite
 
ESC 

:w 

ENTER 

:q 

ENTER

Nessa ordem. Feito isso, pode entrar novamente no terminal(Ctr+Alt+T) e verificar novamenteas versões que estará tudo ok. Esse procedimento acima, obviamente, pode ser realizado com outros editores de texto.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...